Jovem Nerd - Notícias sobre filmes, séries, HQs, games, animes, ciência, tecnologia e humor, porque rir não faz mal a ninguém!

Atrasos de jogos afetaram a Activision mais do que polêmicas, diz Kotick

CEO da publisher citou os atrasos de Overwatch 2 e Diablo 4 como os principais responsáveis pelas quedas nas ações da editora

Vítor Heringer Publicado por Vítor Heringer
Atrasos de jogos afetaram a Activision mais do que polêmicas, diz Kotick

A Activision Blizzard está com uma crise interna desde o processo aberto contra a empresa por conta de assédios e discriminação no trabalho, em julho de 2021. Apesar disso, o CEO da editora, Bobby Kotick, não acredita que os escândalos foram os principais responsáveis por afetarem as ações da empresa, mas, sim, os atrasos de jogos.

Em uma entrevista para a GamesBeat, o executivo citou os adiamentos de Overwatch 2 e Diablo 4 além da má performance de Call of Duty: Vanguard — antes dos casos polêmicos.

“Acho que o que afetou o preço das ações mais do que isso [as polêmicas] foram os atrasos de Overwatch e Diablo. E então eu acho que as pessoas começaram a ver que o Call of Duty deste ano não estava tendo um bom desempenho. Então, eu acho que certamente o arquivo do [Departamento de Emprego Justo e Habitação da Califórnia] e o artigo do Wall Street Journal contribuíram para isso, mas as ações vão para cima e para baixo por diversos motivos.”

Como apontado pelo site GamesIndustry, as ações da Activision Blizzard realmente tiveram uma desvalorização acentuada no anúncio do adiamento de ambos os jogos, de 14%. No entanto, destaca que o valor de mercado da editora vem diminuindo desde a revelação do processo movido contra a publisher (28% entre julho de 2021 e janeiro deste ano).

Uma das principais razões para a constante queda das ações é o próprio conhecimento de Kotick sobre os escândalos, segundo o The Wall Street Journal. Este fato levou a funcionários da companhia a criarem petições para a saída do CEO, causando mais conflitos internos.

Como revelado na terça-feira (18), a Activision Blizzard fará parte da Microsoft, em um acordo avaliado em US$ 68,7 bilhões. A aquisição até fez as ações da empresa subirem 25%, após a longa desvalorização, com a expectativa que a dona do Xbox reformule a editora internamente, mas o futuro de Kotick ainda é incerto.

Mais notícias