“Era como trabalhar com uma arma apontada para mim”, diz ex-funcionário da Rockstar

O desenvolvedor Job J Stauffer trabalhou no desenvolvimento de Grand Theft Auto IV

Tayná Garcia Publicado por Tayná Garcia

A Rockstar Games tem sido alvo de críticas de muitos desenvolvedores depois de Dan Houser, cofundador do estúdio, declarar que funcionários trabalharam cerca de 100 horas semanais para finalizar Red Dead Redemption 2. Pouco depois, ele se manifestou mais uma vez para esclarecer que, na verdade, ninguém foi forçado a fazer a jornada contra sua vontade.

Agora, Job J Stauffer, ex-funcionário da empresa, se manifestou sobre o ambiente de trabalho abusivo que enfrentou quando trabalhava em Grand Theft Auto IV a pedido de Jason Schreier, editor-chefe da Kotaku que está recolhendo histórias sobre a Rockstar.

O desenvolvedor acabou até revelando uma das frases que ouvia de seus chefes quando eles pediam para os funcionários trabalharem no final de semana. Veja o relato completo logo abaixo:

“Faz quase uma década desde que eu saí da Rockstar, mas eu posso te garantir que durante a era de GTA IV era como trabalhar com uma arma apontada para sua cabeça sete dias por semana. [Eu ouvia:] ‘Venha para cá no sábado e domingo também, só para o caso de Sam [Houser] ou Dan [Houser] estarem aqui, eles vão querer ver que todos estão trabalhando tão duro quanto eles.'”

“Teve uma vez em 2008 ou 2009 que eu fiquei gripado. Precisava de um dia para me recuperar. Fui ao médico e comprei um remédio que ele receitou. Acabei tendo uma reação alérgica e postei em meu Twitter uma foto disso. Então [meus chefes] me repreenderam por não ter ido trabalhar para ficar brincando no Twitter. É verdade. É insano.”

Além de auxiliar no desenvolvimento de GTA IV, Job J Stauffer trabalhou na Telltale Games e é o cofundador da Orpheus Self-Care Entertainment.

O próximo jogo da Rockstar, Red Dead Redemption 2 chega no dia 26 de outubro para PlayStation 4 e Xbox One.

Mais notícias