Após protestos, organização do Globo de Ouro revela calendário de mudanças

Planejamento começou em maio deste ano

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
Após protestos, organização do Globo de Ouro revela calendário de mudanças

Após a emissora NBC ter cancelado a exibição do Globo de Ouro 2022 em seu canal, a Hollywood Foreign Press Association (HFPA) publicou um comunicado dando detalhes dos próximos passos para implementar mudanças na associação.

A HFPA é a responsável pela premiação Globo de Ouro, contando com quase 90 membros que elegem as melhores produções anualmente.

De acordo com novo pronunciamento, alguns objetivos já foram estabelecidos e devem começar a entrar em vigor ainda nesta semana.

Publicado no site oficial, o planejamento começou na semana de 3 de maio, com mudanças como uma reunião entre os membros que aprovaram o plano para transformação. A HFPA também se comprometeu a admitir mais 20 pessoas até agosto de 2021 e baniu a necessidade de estar há um ano como associado para poder votar.

Nas próximas semanas, o foco é aprovar um novo código de conduta com membros da mídia e estúdios, além de encontrar uma pessoa para ocupar a posição de consultor de “Diversidade, Igualdade e Inclusão” e novos membros. Após preencher a vaga de consultor, a pessoa será responsável por conduzir treinamentos junto com experts para os membros incluindo temas como inclusão e assédio sexual.

O mês de junho terá mudanças para políticas de presentes, conflitos de interesse e conferências de imprensa. Em julho, os membros atuais terão que se mostrar adequados aos novos padrões, estabelecidos para recrutar membros novos.

Finalmente, a primeira semana de agosto terá uma nova votação para CEO e chefe de operações da HFPA, bem como uma equipe executiva de apoio.

O calendário acima é muito mais detalhado do que o anterior, que previa a entrada de 20 novos membros para 2021 — sem uma data definida.

Anteriormente, Netflix e Amazon decidiram cortar laços com a HFPA até que mudanças drásticas fossem tomadas. Outras 100 empresas de relações públicas falaram publicamente que não participariam de eventos da associação, nem mesmo de coletivas de imprensa.

Tudo começou quando, às vésperas da edição de 2021 do Globo de Ouro, o Los Angeles Times revelou que a HFPA não tem membros negros há pelo menos 20 anos.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1