A imagem de uma estrela prestes a entrar em Supernova

(clique para ampliar) Supernova, além de ser um nome irado, é um fenômeno que muitos esperam poder observar um dia (a milhares de anos-luz, é claro). E em breve (em escala espacial — ou seja, astronômica), seus tataratataratataratataranetos poderão observar a morte da Eta Carinae, uma estrela há 7.200 anos-luz cuja massa está prestes a fazer […]

Stephan Martins Publicado por Stephan Martins
A imagem de uma estrela prestes a entrar em Supernova

(clique para ampliar)

Supernova, além de ser um nome irado, é um fenômeno que muitos esperam poder observar um dia (a milhares de anos-luz, é claro). E em breve (em escala espacial — ou seja, astronômica), seus tataratataratataratataranetos poderão observar a morte da Eta Carinae, uma estrela há 7.200 anos-luz cuja massa está prestes a fazer uma Supernova (ou até mesmo uma Hypernova!).

Por enquanto, a estrela está cercada pela Nebula Homunculus. O que produz o fantástico e espetacular efeito que você vê acima, com dois lobos e um disco equatorial que viaja a 1 milhão de quilômetros por hora é tão ou ainda muito mais impressionante do que a imagem em si.

A fonte da imagem afirma que este é o resultado de uma Supernova a qual a Eta Carinae sobreviveu, mas as fontes da Wikipedia (a revista Nature) indicam que foi sua Grande Erupção, ocorrida entre 1838 e 1858, observada recentemente (em 2011) pelo Telescópio Hubble. A tal Grande Erupção foi um evento que resultou numa explosão com míseros 10% da uma energia de uma Supernova, e a Eta Carinae conseguiu sobreviver!

A força da erupção foi tanta que excedeu o limite de luminosidade de Eddington (que é a máxima luminosidade onde a força contínua de radiação externa equilibra a força gravitacional interna, num equilíbrio hidrostático) por mais de dez anos!

Via The Daily What


Stephan Martins
Stephan Martins acha que o Quarteto Fantástico andou lutando contra alguns Skrulls, e o Tocha Humana resolveu apelar.

.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1