75,8% dos gamers brasileiros jogaram mais em período de isolamento social, aponta pesquisa

Mulheres continuam sendo maioria entre os gamers do país

Priscila Ganiko Publicado por Priscila Ganiko
75,8% dos gamers brasileiros jogaram mais em período de isolamento social, aponta pesquisa

A 8ª edição da Pesquisa Game Brasil 2021 apontou que o isolamento social por conta da COVID-19 fez com que os brasileiros jogassem mais videogame.

De acordo com a pesquisa, 75,8% dos gamers afirmaram que jogaram mais durante o período, e 60,9% consumiram mais conteúdo relacionado a jogos. Quanto às compras, 42,2% dos pesquisados afirmaram ter gastado mais em jogos no isolamento social.

Outros dados interessantes mostram que, pelo sexto ano consecutivo, as mulheres ainda são maioria entre os gamers no país: 51,5% do público de jogos eletrônicos é feminino. No mercado mobile, a diferença é ainda maior, com 62,2% dos jogadores sendo mulheres.

Os smartphones são a plataforma preferida dos respondentes, totalizando 41,6%. Em segundo lugar estão os consoles domésticos, com 25,8%, e, em terceiro, os computadores, com 18,3%.

A pesquisa mostra que houve um aumento de pessoas de classes sociais baixas e médias (C1, C2, D e E) entre o público gamer. Somados, estes jogadores representam quase metade dos consumidores de jogos do país, totalizando 49,7%.

A PGB revela que 45,4% dos entrevistados optam por baixar apenas jogos gratuitos, seja por conta do preço dos títulos (46,6%), porque estão felizes com as opções gratuitas (34,9%) ou para não se arrependerem de um possível investimento em algo que não agrada (22,7%).

Apesar disso, 32% dos respondentes disseram gastar com moedas virtuais. Outras compras incluem itens de melhoria (31,4%) e expansões de jogos (31,1%).

As crianças também estão usufruindo mais de jogos eletrônicos. De acordo com a pesquisa, 85,1% dos pais afirmam que os filhos também jogam e, dentre eles, 83,8% dizem acompanhá-los durante as sessões.

A Pesquisa Game Brasil 2021 entrevistou 12.498 pessoas nos 26 estados e no Distrito Federal, entre 7 e 22 de fevereiro de 2021. Mais informações estão disponíveis no site oficial da pesquisa.