Como começar a pintar miniaturas: opções de tintas, pincéis e dicas de conteúdo

Que tal treinar suas habilidades artísticas e começar um novo hobby?

Marina Val Publicado por Marina Val
Como começar a pintar miniaturas: opções de tintas, pincéis e dicas de conteúdo Games Workshop

Pintar miniaturas é um hobby divertido que pode servir a diversas funções. Ele pode ser excelente para quem quer um RPG ou jogo de tabuleiro cheio de miniaturas coloridas, um passatempo para quem quer uma atividade sem sair de casa ou apenas uma desculpa para colecionadores encherem ainda mais as próprias estantes.

“Antigamente, conseguir as miniaturas e os jogos, bem como o material correto, sempre foi muito difícil e a gente se virava como podia”, conta Silvio Martins, que cultiva este hobby desde 1993.

Hoje temos vários jogos com minis lindas, diversas marcas de tintas, pincéis, acessórios, e a internet nos ajudando a encontrar tanto material quanto artistas para acompanhar e aprender.

Foto: Silvio Martins/Instagram

Como contou Silvio, atualmente é muito mais fácil conseguir os materiais, seja para quem está querendo começar ou já tem uma técnica mais avançada, que exige itens mais específicos. Além disso, há vídeos explicativos e canais destinados a compartilharem conhecimento — ou falarem de suas coleções.

Se você ficou interessado e quer entrar nesse mundo, reunimos algumas dicas sobre materiais e uma curadoria de conteúdo bacana sobre o assunto, disponível online:

Pincéis

Você vai encontrar pincéis das mais diferentes marcas e modelos. O importante na hora de começar é pegar algum com uma ponta fina e que seja macio, como os de pelo de marta, para não deixar marcas na sua pintura.

Quanto menores forem os detalhes, mais finos será o pincel. Então você precisará de algum tipo “liner”, com a numeração entre 0 e 000, para fazer pequenos acabamentos. Para as cores base da pele ou dos trajes do personagem, os redondos número 0, 1 ou 2 são mais recomendados. Para a pintura de etapas como primer (que serve para melhorar a aderência da tinta) ou washes (que é quase como uma lavagem para ressaltar alguns detalhes do objeto), um redondo com numeração 2 ou 3 será suficiente, já que não será preciso tanta precisão. Com o tempo, você vai começar a sentir quais se adequam melhor às suas necessidades.

Você também pode usar um pincel chato mais baratinho, com cerdas sintéticas, ou mesmo um pincel velho só para dry brush ou pincel seco, uma técnica de pintura que envolve limpar praticamente toda a tinta do pincel para dar um efeito sutil nos detalhes mais externos da sua miniatura. Você pode aprender mais sobre isso neste link (em português) ou aqui (em inglês). Essa é uma das ferramentas que vai ficar detonada mais rapidamente, então não vale a pena gastar muito.

De modo geral, mais importante do que a marca é sempre limpar muito bem os seus pincéis logo depois de usar. Deixar a tinta secar só vai estragar a sua ferramenta e você não quer gastar com algo que vai ser inutilizado depois do primeiro uso.

Quais tintas escolher?

Foto: Alexandre Ottoni/Instagram

Se você não quiser investir muito dinheiro, as tintas da Acrilex (fosca, metálica e primer) são as mais fáceis de achar em qualquer papelaria ou mesmo na internet. Entretanto, elas são para uso em artesanato e será necessário diluí-las em água para conseguir pintar suas miniaturas sem destruir todos os detalhes dela.

Existem tintas importadas que são mais adequadas para miniaturas, como as da Citadel ou Vallejo. O problema é que elas tem um custo um pouco mais elevado e só podem ser encontradas em lojas especializadas, como o Mercado RPG ou o Bazar Magic.

Se você não quiser pensar muito sobre quais materiais pegar logo de cara, algumas empresas oferecem kits de pintura prontos, que incluem miniaturas, pincéis e tintas variadas.

Acessórios recomendados

Existem muitos acessórios que vão facilitar o seu trabalho. Eventualmente, você pode começar a investir em ferramentas mais específicas para miniaturas, como um aerógrafo, mas, para quem está apenas começando, a lista abaixo pode ser de boa ajuda e, em alguns casos, essenciais.

  • Base para colar temporariamente a miniatura*
  • Fita Fixa Forte Transparente (para colar a miniatura na base)
  • Godê ou um recipiente pequeno (para misturar a tinta e usar de paleta)
  • Pote pequeno com água (para diluir)
  • Estilete e lixa (para remover as linhas de molde)
  • Esponja, papel vegetal e pote com tampa (para fazer uma paleta molhada)

*Recomenda-se colar a miniatura em uma base para que você evite pegar nela diretamente e estragar horas do seu trabalho deixando a marca das suas impressões digitais. Pode ser um acessório especial para isso, que já vem com ajuste para segurar sua miniatura com firmeza, como um painting handle, ou algo meio descartável que fique em pé enquanto a miniatura seca, como uma garrafinha com tampa.

Onde encontrar as miniaturas para pintar

Foto: Alexandre Ottoni/Instagram

Ninguém começa a pintar miniaturas que custam centenas de dólares da Games Workshop ou, pelo menos, não deveria. Afinal de contas, você vai querer praticar antes de partir para aventuras mais avançadas.

Um jeito fácil de começar é usar algumas miniaturas que você já tem, de jogos de tabuleiro que tenha comprado anteriormente, para deixar suas partidas muito mais coloridas.

Caso você tenha algum apego emocional a elas e não queira arriscar estragar alguma delas logo de cara, uma opção é a Kimeron, uma empresa nacional que tem miniaturas para usar RPG com preços bem acessíveis. Você pode conferir alguns dos modelos sem pintura neste link aqui. A loja Mercado RPG também oferece muitas opções de marcas diferentes com preços variados (confira aqui).

E como sonhar não custa nada, você também pode olhar os precinhos de lojas internacionais, especialmente os cobiçados itens da Games Workshop, que podem custar até US$ 560 por miniatura, como esse detalhado Smaug.

Para se aprofundar mais nesse universo

Existem canais especializados no assunto que mostram passo a passo várias técnicas diferentes para quem quer mergulhar mais a fundo nesse mundo.

Para quem está apenas começando, o Pintando Miniaturas é um canal que tem várias técnicas bem básicas e usa principalmente materiais nacionais (e mais em conta).

O Goobertown Hobbies também é um bom lugar para começar e tem dicas bem úteis, mas, infelizmente, apenas em inglês. Você pode conferir neste link aqui.

Para quem já está mais avançado e já se aventura em itens mais detalhados e técnicas de airbrush, o Miniac (também em inglês), é uma opção bem bacana. Confira aqui.

Para quem só quer ver algumas miniaturas sendo pintadas, Alexandre Ottoni, o Jovem Nerd, também está se divertindo com esse novo hobby e exibindo alguns de seus feitos no Instagram:

Uma das coisas mais legais sobre pintar miniaturas é a evolução que você oberva no próprio trabalho. Portanto, não precisa se cobrar tanto logo no início: talvez seja divertido olhar (e até refazer) os primeiros trabalhos com a experiência adquirida com a prática.

“A primeira miniatura pintada não vai ser igual à segunda, que não será igual à décima. E não se cobre para ser um artista logo de cara”, conta Silvio Martins, que também deixa uma dica simples e direta, mas bastante funcional para quem quer entrar nesse universo: “É só começar.”

E olha que a gente já ajudou com alguns passos por aqui.