Por que Não Olhe Para Cima está fazendo tanto sucesso?

Sátira comandada por Adam McKay escancara o pior da nossa sociedade atual

Camila Sousa Publicado por Camila Sousa
Por que Não Olhe Para Cima está fazendo tanto sucesso?

De vez em quando a Netflix protagoniza alguns fenômenos da cultura pop. Em 2020, o longa Milagre da Cela 7 fez muito sucesso no Brasil ao contar uma história simples e lúdica. Para uma sociedade que estava vivenciando o começo da maior pandemia em 100 anos, era o filme perfeito para se desconectar e ter alguma fé na humanidade.

Em dezembro de 2021, quase dois anos depois, o streaming lançou um novo fenômeno, dessa vez bem menos esperançoso. Dirigido por Adam McKay, Não Olhe Para Cima se tornou tópico de conversas nas redes sociais, saindo da bolha dos fãs de cultura pop e impactando diversas pessoas com sua história trágica e cômica. E ainda que tais fenômenos sejam difíceis de prever, há alguns pontos que podem explicar o sucesso do filme.

O primeiro é o lançamento na Netflix. Embora a concorrência entre as plataformas tenha aumentado nos últimos meses, o streaming vermelhinho segue como um dos preferidos do público brasileiro, especialmente pela interface intuitiva e capacidade de carregar vídeos em praticamente qualquer velocidade de internet. Além disso, o lançamento em streaming torna mais fácil para o público assistir rapidamente e entrar na discussão. Se tivesse sido lançado somente nos cinemas, Não Olhe Para Cima provavelmente não teria alcançado tantas pessoas.

O segundo ponto é o elenco repleto de nomes conhecidos. Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Meryl Streep, Cate Blanchett, Jonah Hill, Mark Rylance, Timothée Chalamet, Tyler Perry, Kid Cudi e até Ariana Grande são responsáveis por chamar uma parcela do público que gosta de seus trabalhos em outras produções. O filme também acertou ao trazer nomes de gerações diferentes – talvez alguns fãs mais jovens não se importem com a Cate Blanchett, por exemplo, mas podem ter ficado curiosos com Ariana Grande, que fez até uma música (muito pop) para o filme.

E o terceiro ponto, é claro, é o tema mostrado em Não Olhe Para Cima. Planejado por Adam McKay há alguns anos, o longa tinha o objetivo de ser uma crítica a como a humanidade não está se importando com as mudanças climáticas. Curiosamente, o filme foi lançado no segundo ano da pandemia de COVID-19, quando o negacionismo relacionado à ciência se tornou ainda mais gritante – especialmente em países como o Brasil.

Gostando ou não do longa, não dá para negar que as situações mostradas em Não Olhe Para Cima são completamente possíveis no mundo atual. Se um cometa realmente estivesse à caminho da Terra, é claro que surgiriam os negacionistas, os que tentariam lucrar com isso, alguns filtros zoeiros em redes sociais, e autoridades que fariam de tudo para negar a realidade. O filme de McKay escancara o que há de pior na sociedade atual, e é agridoce ver isso na tela.

Não Olhe Para Cima é um filme bem óbvio em suas críticas, tornando até difícil analisar camadas ocultas de seu roteiro. Está tudo ali, na tela, da forma mais descomplicada possível. E isso está longe de ser ruim. Ainda que o filme tenha virado meme no Twitter por diversos motivos, a verdade é que não há problema nenhum em existir uma produção que passa sua mensagem de modo tão compreensível – ainda que ela seja triste de assistir.

div-ad-vpaid-1
div-ad-sidebar-1
div-ad-sidebar-halfpage-1