Cientista russo afirma possibilidade de Vênus ter vida e Terra fica sob tempestade solar

Tuesday, 24 de January de 2012, por Stephan Martins

É hora da ciência, nerds! De acordo com o Centro de Previsão Meteorológica Espacial dos Estados Unidos, o Sol lançou uma tempestade que está afetando o geomagnetismo da Terra hoje, dia 24 de janeiro. Isso faz com que o campo magnético do planeta fique em flutuação.

O Centro informou possibilidade de interferência em comunicações por rádio de alta frequência (e em consequência, algumas rotas aéreas pelo mundo podem ser modificadas temporariamente), as redes de energia e algumas operações por satélite. A internet pode ficar instável em diversas regiões do mundo.

Ainda no mesmo assunto, um cientista russo afirma que é possível sim existir vida em Vênus.

Desde sempre, os astrônomos acreditam que nosso “planeta-irmão” é coberto por nuvens ácidas sem vida alguma, com as temperaturas chegando a mais de 460 °C devido a um intenso efeito estufa, por causa da atmosfera de dióxido de carbono pressurizado. Acredita-se também que já existiram oceanos em Vênus, mas que o planeta não vê água líquida em quase 2 bilhões de anos.

Mesmo assim, o cientista Leonid Ksanfomaliti, do Instituto de Pesquisa Espacial da Academia de Ciências da Rússia não descarta a possibilidade de vida em Vênus.

Ksanfomaliti analisou fotos tiradas pela sonda espacial Venus-13 em 1982, que aparentemente revelam formas possivelmente orgânicas, como um “disco”, uma “aba” ou “asa preta”, e um “escorpião”.

“E se nós esquecêssemos nossas teorias atuais sobre a não-existência de vida em Vênus? Vamos sugerir que a aparência morfológica dos objetos nos permitiriam dizer que eles estão vivos.”

Sua afirmação é bem corajosa, e ainda podem garantir a ele o status de maluco. Mas será que tem algum fundamento na sua declaração?

Via Estadão e The Escapist


Stephan Martins
Stephan Martins prefere brincar no “Solar 2″.

.

Publicado em Extra! Extra! |